Image

Desafios territoriais e cidades resilientes

Experiência de Zoneamento Ecológico Econômico tornou-se a lei distrital nº 6.269/jan 2019

Ela é Engenheira Agrônoma e mestre pela Universidade de Brasília (UnB). Foi coordenadora técnica do Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE) do Distrito Federal de 2011 a 2019, cujo trabalho resultou em Lei Distrital aprovada (dez/ 2018) pela Câmara Legislativa do DF e sancionada (jan/2019) pelo Governador. Estamos falando da Dra. Maria Sílvia Rossi, Subsecretária de Gestão Ambiental Territorial da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SUGAT/SEMA-DF) que traz um panorama de sua pasta e forma de pensamento para o Cidade Bem Tratada.






Uma tarde para valorizar à educação e à pesquisa

Organizadores do evento propõem uma intervenção urbana como
programação extra ao Seminário

Após um dia debatendo iniciativas e soluções sustentáveis para possibilitar alternativas ecologicamente corretas para haver mais qualidade de vida para as pessoas e suas cidades, a organização do Cidade Bem Tratada propõe uma tarde diferenciada junto a orla do Guaíba. A iniciativa de trazer o debate para a rua, que inicia às 14h da sexta-feira, 13 de setembro, prevê uma intervenção urbana com bate papo sobre educação ambiental com prática de pesquisa dos cursos de água da cidade e jogos sustentáveis. Será uma tarde de valorização à educação e à pesquisa.






Reduzindo o impacto do plástico no meio ambiente

A Likso atua desde 2018 na construção venda e utilização de máquinas
para a reciclagem de plástico

Leonardo Bertacco, gestor da Likso, retornou à área ambiental em 2018, iniciando o projeto desta startup que reduz os impactos dos resíduos plásticos. Vamos conhecer um pouco sobre Likso, que terá um estande no Cidade Bem Tratada.






Cooperativa em Porto Alegre recicla eletrônicos há 5 anos

O Brasil produz anualmente 1,5 mil tonelada de lixo eletrônico

José Luis Cardoso da Silva, gestor ambiental, está na direção da Cooperativa de Trabalho Socioambiental Paulo Freire (CTSP) desde 2011, um pouco antes da formação da cooperativa. Tem como norte a visão da instituição que é gerar trabalho e renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social por meio da reciclagem de resíduos eletrônicos. No dia a dia na Paulo Freire, o gestor administra as coletas feitas pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Isso acontece pelo convênio feito entre o órgão da Prefeitura Municipal de Porto Alegre e a Cooperativa há 5 anos. Os materiais recebidos são: placas, cobre, alumínio e ferro, oriundos do ‘lixo eletrônico’ (e-lixo) que poderiam parar no meio ambiente. Além da quantidade de resíduos eletrônicos que são gerados atualmente, o problema do e-lixo foi, e sempre será, o descarte inadequado, pois estes produtos possuem uma composição química com substâncias altamente tóxicas ao meio ambiente e sua decomposição traz prejuízos à saúde.







SERVIÇO:

O que: 8º Seminário Cidade Bem Tratada
Quando: 12 de setembro de 2019

Horário: das 8h às 18h
Onde: Auditório Mondercil de Moraes do Ministério Público, Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80, Porto Alegre

Inscriçõções gratuitas: www.cidadebemtratada.com.br

Informações para imprensa:
Jorn. Esp. Cris Guimarães
(51) 98114-1717 (Whats) - (48) 991904096 (Vivo)
guriasdacomunicacao2017@gmail.com